Orpheus, de Franz Stuck

quinta-feira, 24 de dezembro de 2009

"Orações para Bobby"



Assisti este filme há alguns dias e confesso que me emocionei bastante. O filme é baseado numa história real, vivida nos Estados Unidos na década de 1970. Bobby é um jovem gay que sofre com o drama de se assumir, pois tem uma mãe muito religiosa, que condena a homossexualidade. Ao descobrir que Bobby é gay, Mary Griffit tenta de todos os modos "curar" o filho daquilo que ela acredita ser um pecado que o levará para o inferno. Bobby é um rapaz doce e gentil, e após quatro anos acaba suicidando-se, atirando-se de um viaduto. É uma história realmente capaz de mexer com os nossos sentimentos. A história de Bobby é a realidade vivida por milhões de jovens neste planeta e nos mostra o quanto o preconceito e a homofobia podem destruir vidas. Recomendo o filme para todos, mas em especial para aqueles homossexuais que se condenam por serem assim e também a todos os pais que tem filhos gays. Faço das palavras de Mary as minhas, que acaba reconhecendo que errou com o filho: "Muito cuidado com o que você fala, pois em algum lugar, há uma criança que escuta". Pensem, reflitam e amem. Amem a si mesmos, pois nós somos exatamente da forma que Deus quis que nós fossemos e não podemos esquecer que a Bíblia foi escrita por homens e estes possuem falhas e erros''.

Nenhum comentário:

Postar um comentário