Orpheus, de Franz Stuck

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

O Fado da procura

De repente, não mais que de repente, sinto uma 'vontade/saudade' de apanhar um comboio e passar a tarde em Lisboa, caminhar da baixa ao bairro alto, passear meus olhos sobre os azulejos, ouvir um ou outro fado enquanto passo na rua...


Nenhum comentário:

Postar um comentário