Orpheus, de Franz Stuck

quinta-feira, 6 de março de 2014

ENCANTAMENTO

quem me dera ter as asas
das palavras

vento andorinha céu

para que
como num encantamento lúdico

pudesse
fugir e brincar de ser
outra coisa
que não eu
lágrima
chão

Nenhum comentário:

Postar um comentário