Orpheus, de Franz Stuck

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

a primavera

as flores da paz que precisas
estão dentro de ti

encontra, assim, as sementes de luz divina
e as rega com cuidado e amor

verás a luz
e sentirás o perfume
no teu jardim que só crescerá se o partilhares
com os outros

o mundo há de deixar de ser campo de guerra
quando os homens e as mulheres
cientes da vida eterna
vencerem o seu egoísmo e espalharem
a caridade por toda a Terra


e saberão que do seu livre arbítrio dependem
o seu destino e a sua sorte
não mais temendo nem mesmo a morte
pois saberão que ela nada mais é
que breve retorno à pátria do espírito

terá lugar em todo o globo
uma nova era
gigante e verdadeira primavera
quando finamente tiver nascido
nos corações humanos o Cristo prometido!

***

C, Berndt





Nenhum comentário:

Postar um comentário