Orpheus, de Franz Stuck

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Grey's Anatomy - ... "chorar, emocionar-se profundamente e dar boas e soltas gargalhadas"




Há algumas semanas comecei a assistir a série americana "Grey's Anatomy". Um amigo foi quem me falou primeiro desta série e quem me convidou para assistir alguns episódios. Eu realmente não a conhecia e isso se dá pelo fato de assistir pouco a TV. Seja como for, comecei a fazer o "download" dos episódios e simplesmente me encantei. Posso dizer que viciei e passei a admirar "Grey's Anatomy". 
O mais impressionante é que a série fala de tudo, trata dos mais diversos assuntos e isso a torna tão singular. Para quem não conhece, trata-se de uma série que traz como personagens principais, inicialmente, um grupo de cinco médicos internos na ala cirúrgica de um hospital renomado em Washington. A personagem principal chama-se Meredith Grey. 
Logo no início, na primeira cena do seriado, Meredith se encontra em sua casa adormecida no chão de sua sala com um cara nu. Este homem é Derek, os dois conheceram-se num bar e acabaram transando. É o primeiro dia Meredith no hospital e ela está atrasada. Então, ela acorda o rapaz e o manda embora. Para a surpresa de Meredith, o homem com quem ela passou aquela noite é Derek Speherd, um famoso neurocirurgião do mesmo hospital em que ela começa a trabalhar. Enfim, a partir disso, vocês podem imaginar o que acontece no hospital e as futuras situações vivenciadas não só por Meredith Grey, mas também pelos seus quatro colegas, George, Cristina, Izzie e Alex. Não cabe aqui que eu me alongue em descrições e lhes revele o que acontece em seguida. Não suporto Spoyler's e espero não os cometer mais aqui! 
Mas eu resolvi falar de "Grey's Anatomy" devido a seu romantism e suas mensagens. A série é em alguns momentos narrada pela própria Meredith e o mais interessante é que ela faz alusões, críticas e desenvolve idéias muito poéticas e interessantes. Meredith é uma garota romântica, mas não faz o tipo "garota melosa", não! É romântica, mas uma romântica inteligente! Não há como não se encantar com seus olhos misteriosos, como clama nosso eterno Dom Casmurro, "Olhos de cigana oblíqua... Olhos de ressaca."
Se os meus genes não me obrigassem a preferir o Dr. McDreamy ( este é o apelido que Meredith e sua amiga Cristina dão para Derek), eu diria que Meredith é uma mulher perfeita. Na verdade, me identifico muito com esta personagem, com seus dramas, com suas idéias. Sou um pouco "Meredith". Sou romântico, melancólico ( às vezes) e tenho uma "safada" ( e azarada) tendência a gostar e me atrair por homens complicados e que mesmo dizendo que me amam, acabam escolhendo pela Addison ( esposa de Derek). 
O que posso dizer é: "Para quem procura uma série que faça chorar, emocionar-se profundamente e ao mesmo tempo dar boas e soltas gargalhadas, Grey's Anatomy é o ideal!"





Nenhum comentário:

Postar um comentário