Orpheus, de Franz Stuck

domingo, 5 de junho de 2011

Eurídice não morreu.




Orfeu saiu de casa,
cantou até não ter mais voz,
não foi ouvido,
e Eurídice nem estava morto.
Orfeu voltou sozinho e calado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário