Orpheus, de Franz Stuck

quarta-feira, 1 de junho de 2011

Candeia.





E ele viu a luz, acreditou que fosse realmente luz... 
Disse olá para ela, 
e recebeu a escuridão como presente. 



Nenhum comentário:

Postar um comentário