Orpheus, de Franz Stuck

sábado, 7 de janeiro de 2012

Eu sei que vou que te amar.

Uma eterna bossa do eterno maestro...

Nenhum comentário:

Postar um comentário