Orpheus, de Franz Stuck

domingo, 15 de janeiro de 2012

Sonho.

Sonho bobo.
É apenas um sonho,
bobo e romântico como eu.
Sonho daqueles de fechar os olhos
e ir com a mente para longe mesmo.
Sonho,
Eu sonho em acordar um dia
e sentir no calor do meu pescoço
o teu doce respirar,
E eu sei que estarei vivo
te amando. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário