Orpheus, de Franz Stuck

sábado, 14 de abril de 2012

As tu dejá aimé?


Tantas vezes vi este filme e nunca me canso. 
Gosto muito da atuação de Louis Garrel.
Louis Garrel e sua pálida melancolia no inverno de Paris, 
gosto de suas olheiras, 
do seus gestos tristes que revelam uma personagem extremamente sensível e ao mesmo tempo, alguém cheio de poder de regeneração. Esta regeneração chega através dos braços do bretãozinho, Ewain. 'Les chansons d'amou' e Garrel é só poesia, só poesia...


Nenhum comentário:

Postar um comentário