Orpheus, de Franz Stuck

domingo, 11 de março de 2012

silêncio,


este tem sido o meu grito de agora.

silenciar-se,
com ''s'' pequeno de humildade,

Pra dizer, na língua do vento,
que há momentos que precisam
ser ditos de outras formas que não pela voz.

Pensamento.







Nenhum comentário:

Postar um comentário